O Valor da Mensalidade e Custos Adicionais

Um fraterno Saravá a todos os meus irmãos espirituais.

Um tema chato, porém necessário, tendo em vista o número de dirigentes capitalistas que cresce exponencialmente na Umbanda. O Valor da Mensalidade e outros custos adicionais.

A Mensalidade como todos nós devemos saber é para custear as despesas do centro, claro, que não é porque é centro é tudo exatamente grátis, existe o custo com o aluguel, IPTU, saneamento, eletricidade, os materiais de limpeza e outros utensílios que se fazem necessários nos rituais como bebidas, velas e fumo.

O centro do qual eu participava, existia o tesoureiro que era obrigado a prestar conta de todos os gastos que o centro efetuava mês a mês, eu fazia reuniões justamente voltadas à tesouraria do centro, para ser transparente onde o dinheiro de todos estavam indo, a mensalidade era dividida de forma igual e quem quisesse realizar doações além da mensalidade era, obviamente, de bom grado.

Até aí acho que estamos todos alinhados, todos nós sabemos da importância da manutenção para o centro, e todos nós queremos trabalhar em um local limpo, perfumado e reformado.

Agora começa o outro lado da moeda, muitos centros divulgam a necessidade exacerbada de trabalhos mensais, como trabalhos de proteção à casa, prosperidade dos filhos, limpeza espiritual da casa e entre muitas outras, aí é onde a bandidagem começa a reinar, um centro de Guarulhos, já até falei no blog, o dirigente tinha um mercado e somente lá era pra ser comprada as coisas para os trabalhos da casa, por preços normalmente bem mais caros que a concorrência. Existem outros casos do dirigente só arrecadar o dinheiro dos filhos e ele mesmo realizar os trabalhos, dos quais muitas vezes, nenhum filho presencia. Existem casas que além da mensalidade de R$ 80,00, R$ 100,00, eventualmente cobram-se os trabalhos já mencionados anteriormente, que oscila entre R$ 50,00 e R$ 200,00 para cada filho, existem também a cobrança de cursos que são OBRIGATÓRIOS para os filhos da casa, seja para iniciação mediúnica, seja para curimba, benzimento (Esse tipo de curso me arranca os cabelos e agora ONLINE) entre outros meios de contribuir para a renda do dirigente, é claro.

E antes que eu receba e-mails me execrando, gostaria de afirmar que critico sim, acho totalmente errado, mas se você acha justa a cobrança. Fique em paz meu irmão, como disse, existe a Verdade de cada um de nós, você não precisa concordar com tudo o que eu digo, mesmo porque eu erro PRA CARAMBA todos os dias, e me cobro por isso todos os dias.

Existem filhos totalmente leais aos seus dirigentes, e confesso, ainda existem dirigentes que VALE MUITO A PENA você vestir a camisa, guerrear com o irmão, cavar a trincheira e se sujar junto com ele, sim, ainda existem pessoas muito sérias na Umbanda e se o seu dirigente é um deles, do qual VALE A PENA insistir em pagar por diversos trabalhos porque você vê resultado, vá na fé meu irmão, precisamos de soldados leais como você, porém, a realidade é bem diferente na grande maioria das casas, é o dirigente andando de carro zero, a casa um pardieiro e filho necessitado recorrendo a outros meios para auxilio.

E quando o centro cobra décimo terceiro? SEM COMENTÁRIOS!

Ainda existem as casas que cobra a mensalidade de R$ 30,00 dos assistentes para serem atendidos, isso aconteceu com um ilustre irmão meu, Roberto (Cabeça de Águia) que ia em uma casinha e para ajudar com os custos porque tinham poucos filhos, eles solicitavam a contribuição para ajudar nas despesas. Eu sinceramente, preciso refletir mais sobre isso! Rs

Eu particularmente, EU, neófito, acho um tanto de desperdício de comida e de dinheiro para realizar tantos trabalhos, tem muita casa que faz o trabalho mensal de manutenção espiritual, o que eu também acho totalmente desnecessário, se for ver, as religiões afro-brasileiras são as que causam maior gasto aos adeptos e em quase sua totalidade, composta de pessoas humildes, por isso, eu vivo dizendo, que se pra você funciona, excelente, mas se quiser buscar reflexão, compreender um pouco mais o universo espiritual, é sabido que oferenda é muito mais que um potencializador de fé do que uma necessidade de magia dos guias ou orixás. Até acredito que possa ser usada como repositor energético, mas não julgo necessário com tanta frequência, e como eu sou totalmente CONTRA o desperdício de comida, acho muito mais plausível juntar esse dinheiro e comprar comida para crianças e velhos necessitados a acender uma vela e deixar ao relento estragando. SIM, pra mim está estragando.

Mas para cada qual é dado conforme sua Obra, os meus nunca pediram oferendas, aliás, alguns pediram uma única vez, e já estou há quase 20 anos na Umbanda, vejo médiuns com um ano de obrigação, as sete linhas já pediram oferendas, mas como digo, cada um está em seu patamar vibratório específico e necessita de elementos específicos para trabalho, pra mim não serve, para outros, talvez.

Outros centros, superfaturam os elementos magísticos, eu ia em uma casa que todo mês tinha que passar ebó nos filhos, fazer o sacudimento, passar o galo vivo e soltá-lo na encruzilhada, fazer vários obrigações com elementos densos, e eu me lembra que na época a mensalidade + custos adicionais oscilavam entre R$ 150,00 e R$ 300,00, quem ganhava um salário mínimo, tinha que sustentar a ela e ao orixá! Rsrs. Pessoal tinha mais medo com a demanda que vinha a fome que chegaba! rs

Se o seu guia ou o seu orixá não tem o bom senso de perceber que você está deixando de fazer certas coisas para agradá-los, pra mim não servem como mentores, apenas como sanguessugas e não diferem em nada de muitos pastores e “sacerdotes” de Umbanda, vale a reflexão, pessoas, nenhuma religião precisa tantp de show gastronômico como as afro-brasileiras, então, atentem-se.

Eu sou muito mais fazer uma festa para o orixá, com um banquete e trazer crianças carentes do que deixar tudo na mata com vela acesa, mas essa é minha ignorante opinião, porém, é a Minha Verdade e a qual me instruiu durante todos esses anos.

Cuidado, senhores, religião é o instrumento de religação com Deus, se tivermos que pagar para termos o melhor da Consciência Universal, se tivermos que pagar para ter Sua Instrução, Sua Luz, estamos todos submersos em um mar de merda! Rs

E lembrem-se, a mensalidade é necessária para o sustento da casa, isso é irrefutável, agora quaisquer outros trabalhos que corroboram com o gasto excessivo, vale a pena refletir se está sendo produtivo e se você está tendo o devido retorno, VOCÊ AINDA PERTENCE AO MUNDO DOS VIVOS E VOCÊ PRECISA SE MANTER, logo, analisem o a quantia de valores que demandam ao centro.

Namastê.

Neófito da Luz .’.

Anúncios

Quero Sair do Centro, e Agora?

Saudações prezados irmãos de fé.

Esse artigo é um dos que eu considero de suma importância e que demorei demais escrever sobre.

Muitos médiuns me indagam como proceder ao sair do centro, se ocorrerão sequelas, quizilas ou quaisquer outras denominações que significam problemas ou consequências.

Esse tipo de insegurança é extremamente normal, principalmente em centros que semeiam em seus filhos a quizila, a imposição, o medo, entre outros substantivos que denotam a ditadura ainda existente em muitos centros afro-brasileiros.

Devemos seguir o correto, primeiramente pedir licença ao dirigente do centro para que possam dar continuidade à evolução espiritual de vocês, o GRANDE PROBLEMA é que muitos dirigentes são inflados de ego e a grande maioria não aceita isso com bons olhos, e isso é um fato! Com isso, alguns começam a proferir ameaças, outros apenas alguns avisos, que tem que tomar cuidado que o orixá vai cobrar e blablabla.

Muitos de nós, sentimo-nos com a consciência pesada, afinal, estamos “largando” alguém que muitas vezes demandou tempo para cuidar de nós, embora isso seja um caso muito raro, porque a grande maioria das pessoas que saem dos centros, é justamente por estarem descontentes com a sua evolução mediúnica, com a omissão do dirigente ou até mesmo fofoca, o que é um grande câncer em muitas casas de Umbanda.

Eu mesmo iniciei meu desenvolvimento em “pulgueiros” assim, o dirigente era vaidoso, é ele que trouxe seus orixás para a Terra então é a ele que devemos total devoção, é o dirigente corroborando com fofocas, aqueles papos chatos presentes 99,9% de fulano estava ou não incorporado e que o guia do fulano falou besteira ou cometeu algum ato duvidoso.

Independente da sua realidade, independente do seu motivo, é obrigação do dirigente compreendê-lo e deixar que você siga a sua vida, muitos dirigentes sentem-se rejeitados e as pessoas não lidam bem com rejeição, o que causa medo dos médiuns que pedem licença e é onde começam os problemas.

Então vamos a alguns fatores que que o médium tem que ter total consciência:

  1. O Dirigente não tem NENHUM poder sobre sua corrente mediúnica, não vai prender seus orixás, nem tampouco seus guias como existem ainda muitas casas que o afirmam;
  2. O seu motivo é e sempre será compreendido pelos seus mentores, seja uma dúvida, seja a falta de tempo (Que poderá ser cobrada depois) ou por motivos pessoais;
  3. Quaisquer paramentos que estejam no centro que você está se retirando, leve-os consigo, quartinha, chapéus, firmezas de exus, mesmo o dirigente dizendo que devem ficar lá, são seus paramentos, são solicitações dos SEUS guias então consequentemente são SEUS, então leve-os;
  4. A ameaça realizada por muitos é normal, mas não caiam nessa armadilha, os guias do dirigente não o cobrarão, não o castigarão e nem tampouco o punirão, isso é falácia de sacerdote que prefere ter a casa cheia para se exibir com outros sacerdotes;
  5. Saia de forma honesta e íntegra, não se sabe o dia de amanhã, talvez você mesmo possa voltar para essa casa, não cometam o erro de sair brigados, mesmo porque, o meio umbandista é muito pequeno e todo mundo conhece todo mundo
  6. NÃO PAGUE TAXA DE SAÍDA, SIM, ACREDITEM, TEM CENTROS QUE COBRAM POR ISSO, isso é mais uma armadilha da Umbanda Capitalista que adora abraçar pessoas medrosas e ignorantes, não caiam nessa cilada.

O direito de ir e vir prevalece também na escolha de um centro do qual você se adeque, tudo passa por uma fase, no começo o centro talvez era excelente pra você, ao passo que você amadurece e evolui, você começa a olhar o centro com outros olhos ou chega a um momento que você não tem mais por onde evoluir, por diversos motivos, seja o dirigente não lhe dá a devida atenção, não consegue acompanhar seu desenvolvimento, não te dá a oportunidade de trabalho correta, são inúmeros motivos que levam sair de uma casa, seja por influência dos seus próprios mentores, seja porque a vibração da casa mudou, diversos são os motivos, mas saibam, NÃO EXISTE ESSE NEGÓCIO DE QUE SERÃO PUNIDOS, não se apeguem ao medo, é como eu sempre digo a todos, religião é a nossa comunhão com Deus, ela deve nos trazer paz, tranquilidade, qualquer cosia diferente disso, não é religião, é mais um ponto de stress e que merece o devido cuidado. Religião é religação com Deus e não chateação e decepção.

Apenas um artigo simples e de coração.

Neófito da Luz .’.

Fechamento de Corpo…

Chaka de Virgem, o mais místico dos cavaleiros. O cara é “zica”!!!

Saudações amados… Aqui quem vos fala é esse cabra rabugento, o neófito.

O artigo dessa semana refere-se a um bate-papo que tive com a irmã Simone Duarte e que achei prudente, e como o outro artigo que estou desenvolvendo sobre “trocar de casa”, acho que demorei demais escrever sobre um tema tão “estressado” e mencionado nas casas de Umbanda.

Ano passado, tive um e-mail de uma irmã de MG que vendeu até carro para “fechar” o corpo, esse fato de fechar o corpo tem vários significados, dos quais serão explanados no decorrer do texto.

O ato de fechar o corpo em muitas crendices, significa proteger o corpo contra influências negativas, seja contra o olho gordo, a própria inveja (alguns diferem do olho gordo), a demanda, a magia negra, o feitiço, a amarração e afins. Há quem venda em OFF, esse povo aí que ministra cursos de magia, que vendem patuá contra qualquer negatividade pela bagatela de R$ 200,00, e vende muito minha gente, como vende.

O maior inimigo do ser humano é a ignorância, e muitos se aproveitam desse grande adversário, desse grande satanás para converter em riquezas, e muitos me acham severo e austero por não ter dó dessas pessoas e continuo afirmando, não o tenho, que perca menos tempo no whatsapp e Facebook e utilize seu tempo para o estudo, para a busca de conhecimento, para a remoção de dúvidas, e baseado nessas crendices populares é que muitos dirigentes ganham MUITO dinheiro com SACUDIMENTO, EBÓS, BANHOS DE LIMPEZA, AMULETOS, PATUÁS e outros “Trabalhinhos” para remover demanda do filho.

Em meus quase 20 anos de Umbanda, em meus quase 24 anos de misticismo e já tendo uma casa sob minha responsabilidade durante seis anos, afirmo com veemência que o principal elemento de “fechamento” de corpo (Se é que essa disgrama existe) é o seu plano mental, o médium que quer bloquear influencias negativas, deve começar em sua própria mente, não adorando objetos, mas sim conhecendo e valorizando a si mesmo, muitos se rendem ao efeito placebo, às vezes o dirigente não fez nada, mas um banho diferente que ele deu, pronto, está aí a nova figura Divina em nosso plano para esse necessitado. Elementos magísticos existem, possuem energia, mas são ELEMENTOS AUXILIADORES.

Tenho um caso muito comum sobre “trazer o amor de volta”, uma amiga, que terminou do seu noivo por motivos que não fazem parte do escopo do assunto, ela simplesmente terminou e deixou o noivo na pior, o cidadão ficou o bagaço, ficou triste, deprimido, não comia, mas ela me disse que ainda gostava demais dele e fez isso para ele abrir os olhos, que iria voltar com ele, mas ele precisava mudar, aprender, ela confidenciou isso somente a mim, e como eu era muito amigo dos dois, o noivo me informou que estava procurando um terreiro, para trazê-la de volta na marra, à força. Eis que esse meliante pagou pela bagatela de R$ 3000,00 e 3 semanas depois teve o seu amor de volta, do qual já estava CERTO de voltar, foi apenas uma forma dela fazê-lo amadurecer, mas bastou isso para ele depender de qualquer coisa para o dirigente, era para emprego, era para passar no vestibular, era pra tirar dúvidas, até ele abrir o olho de toda essa ilusão, já havia investido quase R$ 20.000,00 para esse dirigente extremamente impreciso e desonesto.

Em uma visita que eu fiz com esse meu amigo, o noivo dela, esse dirigente me disse que eu tinha amarração de uma ex-mulher e que eu teria que remover urgente essas duas pomba-giras que atentavam contra minha vida, e me disse que por apenas R$ 2000,00 removia-as e a mandava de volta, eu só não fiz isso, como 4 anos depois ainda fui tirar sarro da cara dele.

Então, temos que nos atentar a esse objetivo de “FECHAR” o corpo. É realmente necessário? Por que? Fechar para o que? Que provas vocês tem que foram “demandados”? Ainda existe o fator psicológico que conta muito, e esses dirigentes sabem como ninguém plantar a sementinha da discórdia, basta a palavra certa para remoerem e definharem em pensamentos tudo o que poderia ocorrer de ruim e começa o desespero para remover essa suposta demanda.

AFIRMO COM TODA A CERTEZA, FECHAR O CORPO É TÃO EFICIENTE QUANTO DEIXAR DE COMER DURANTE 30 DIAS PARA EMAGRECER. NÃO FUNCIONA!!! (Podem pesquisar o pq)

Como acabei de dizer, o que mantém seu corpo fechado são seus pensamentos, o que te blinda contra qualquer influência que pode ocorrer é o patamar vibratório do qual você está inserido, no Popular, se você está na MERDA, não adianta lavar com perfume de alfazema e farofa de banana, vai FEDER do mesmo jeito, é o mesmo que medicar um xarope para um paciente que está tossindo, você está atacando apenas o sintoma, a doença que gera esse sintoma continua ali, pode ser tuberculose, pode ser coqueluche, sinusite, bronquite, asma e até mesmo câncer. Como vão curar um câncer com xarope expectorante? Significa que elementos para o fechamento são totalmente SUPERFICIAIS e quando funcionam, é por um breve período de tempo.

Se quiserem pagar R$ 2000,00 para fechar o corpo, estou aceitando R$ 1000,00 para converter em cestas básicas a quem precisa e não para pai de santo safado, aproveitador e ignorante, e ainda passo a vocês como afastar toda essa parafernália que incomoda alguma área de sua vida.

Me lembra muito a famosa água benta, o padre dá uma rezadinha na água e ela já se torna poderosa, e sabemos que as coisas não são bem assim.

Fujam dessa cilada de fechar o corpo, de passar galo, farofa, ovo, perfume, tomar surra de espada de são Jorge, nada disso vai funcionar se sua mente não está no patamar vibratório de negação dessa força, como disse acima sobre a tosse, estão pagando, tratando com um xarope onde na verdade, vocês possuem um câncer, uma inflamação ou qualquer coisa perigosa. Antes de receitas miraculosas, entendam o motivo, a causa das perturbações de vocês, a intuição é sempre uma ótima aliada nessa situação, antes de se aventurarem a ouvirem charlatões, procurem a verdade em vocês mesmos, não adianta o cidadão fazer trabalho para arrumar um emprego e ficar dentro de casa o dia inteiro ou ele fazer todo um trabalho espiritual e ficar achando que não vai sair do buraco.

A limitação está somente na mente de vocês, lembrem-se disso, podem se encher de patuás, banhos de ervas, possuírem 5 pais de santo na causa, mas se a cabeça de vocês não está conduzindo de forma correta as bênçãos recebidas, se você está bloqueando a graça, não adianta q nada dará certo, sua mente é sempre 80%,90% do processo, o resto é auxilio, superstição ou elemento de direcionamento de fé, apenas isso.

Ainda tem aqueles que desejam fechar o corpo para não receberem mais entidades, ledo engano, pobres ignóbeis que acham que os dirigentes possuem poder para “lacrar” todo o canal mediúnico que possuem, nenhum dirigente é digno de poder e conhecimento para BLOQUEAREM sua mediunidade, outros falam sobre fazer diversos agrados para os guias deixarem o médium em paz, como se os guias fossem mendigos sedentos por esmola e no primeiro prêmio imbecil desistem de tudo o que foi preparado, da missão para com os que necessitam e da missão para com o seu protegido.

É o que eu falo, senhores, irmãos leitores, não precisa ser gênio, basta um pouco de reflexão, de lógica de raciocínio para compreendermos que essas fórmulas mágicas são mecanismos do opróbrio, essa leniência que ocorre nos terreiros é que devem acabar.

NÃO EXISTE AGRADO PARA GUIA TE DEIXAR EM PAZ, SE ELES OS DEIXARAM EM PAZ, NÃO FOI MANDIGA, PODER DE DIRIGENTE OU FECHAMENTO DE CORPO, FOI APENAS OPÇÃO DELES, OPÇÃO ESSA QUE LHE CUSTARÁ MUITO CARO, NESSA OU EM OUTRA EXISTÊNCIA, PORQUE VOCÊ SIMPLESMENTE FUGIU DE UM COMPROMISSO E DEIXOU AMIGOS E IRMÃOS “NA MÃO”.

Trancar a mediunidade é tão eficiente quanto colocar um cadeado em um portão de gelo, tão eficiente quanto colocar várias fechaduras e trincas em um portão de 1,30m de altura.

O que a espiritualidade imprime a vocês, somente com a intervenção de algo divino ou devidamente evoluído para interromper o fluxo cármico sobre vocês, o que é um caso extremamente raro de acontecer.

Para não ficar demasiadamente comprido o texto, que fique aqui a minha conclusão resumida:

Fechamento de corpo existe para supersticiosos e aproveitadores, seja para afastar uma demanda, uma amarração ou qualquer outro trabalho feito, o que blindará vocês será a camada vibratória da qual estão inseridos, repito, não adianta estarem no frio do inferno esperando que a faísca de um fósforo os aquecerão por completo, aprendam a andar com suas próprias pernas, sejam menos dependentes, a Umbanda é para ajuda, para auxílio, conhecimento, para nos dar um norte, é nossa bússola espiritual, não é para viver a nossa vida, não é para viverem por nós e para limparem todas nossas “cagadas”.

E por fim, se já pisaram em algum terreiro e seus guias espirituais precisam realmente trabalhar, eles podem até aceitar ficar um tempo fora, compreender que você precisa do seu tempo, de desenvolver a sua vida, porque estamos vivos, precisamos estudar, precisamos trabalhar, precisamos curtir, esse tempo obviamente é compreensível, mas se acham que ficarão ilesos da responsabilidade mediúnica sem nenhuma sequela: LEDO ENGANO!

E não é que cobrarão através de castigos, te punirão, farão você comer o pão que o diabo passou, não, não é isso, mas todo médium tem o seu canal aberto e vive captando frequências externas, e o médium é um holofote cósmico, atrai tudo o que há de bom e ruim também, então, baseado no grosseiro exemplo do futebol (QUEM NÃO FAZ, TOMA!!!) assim é a mediunidade, se você não a canaliza com elementos sutis, elementos de alto patamar vibratório, e não digo somente incorporação não, é fazer da sua mediunidade a ferramenta de caridade, seja com passes fluídicos, seja com uma intuição, uma clarividência, não estou só falando de ficar “espiritando” não, mas se não canalizam para o bem, esse canal pode ser utilizado de forma maestral para o mal. Não duvidem e nem hesitem quanto a isso. O canal não é preenchido com luz, ele “atrofiará” e será preenchido com trevas! FATO!

Um copo de coca, um brigadeiro e uma maçã tem a mesma quantidade calórica, qual é a mais saudável? Ambas te fornecerão a energia necessária (energeticamente falando), porém, qual é a mais saudável? E que possui mais nutrientes? A grosso modo, assim é o seu canal mediúnico, ele terá que ser preenchido de alguma forma, cabe a você escolher.

Se ouvirem qualquer dirigente falar que por alguns elementos mágicos seus guias se afastarão e não precisarão mais trabalhar, é a famosa máxima capitalista: Pra todo esperto, tenho alguns trouxas e com isso, te afirmo veementemente que você não está fazendo o papel de inteligente, da mesma forma que te cobrarem para fechar o corpo, como se fosse um repelente de insetos que qualquer remedinho no corpo afastará todo o mal, LEDO ENGANO. Deixe isso para os filmes sobrenaturais, os filmes de bruxaria e afins, na vida real, a coisa não é tão simples!

Um texto extenso, chato e sem revisão, porque nem eu estou com paciência para relê-lo! Rsrs

Namastê.

Neófito da Luz .’.

15 Dicas Importantes Para Você Que Está Iniciando…

  1. O Dirigente não é Deus, nem tampouco tem poder sobre seus orixás, nem tampouco amarrar seus guias ou te ameaçar, liderança baseada em ameaça é ditadura e não religião;
  2. Seus Orixás não precisam ser agradados, não são Deuses coléricos e passionais, são vibrações provenientes do Universo, é a porção Divina concedida a você para realização de tarefas pré-acordadas com o Plano Superior;
  3. Considere seus guias espirituais amigos de Jornada, companheiros espirituais que possuem como objetivo em comum o auxílio a você, a quem está ao seu redor e a quem te procura nos terreiros;
  4. No começo se guia normalmente virá de olhos fechados, depois ele vai abrindo ao passo que sua confiança vai aumentando, mas lembrem-se, é normal ver, ouvir, sentir, são ocorrências que o acompanharão até o fim de sua existência;
  5. A probabilidade de você ser um médium inconsciente é a mesma de você achar uma agulha em um palheiro, não busque pelo impossível, aceite e trabalhe com o que você tem;
  6. Não existe regras para seus guias espirituais, se você tem 1 ou 10 caboclos, se você não tem exús ou tem sete, trabalhe com o que tem, se entregue e saiba que a mediunidade é a doação, abnegação, servidão e independente de quem você tenha, que venha trazer a Palavra de Ordem, de Paz e Amor. REGRAS são impostas pelos terreiros e não pelos guias;
  7. Não tente agradar seus guias com um monte de oferendas, oferendas não são agrados, são trocas de energia, é reposição vibratória, apenas isso, não vai deixar seu guia espiritual mais forte ou mais feliz, ledo engano quando falam que quanto mais oferendas, mais evoluído seu guia ficará.
  8. A Evolução Espiritual se dá com o trabalho árduo, não é com velas, com preces, é com o conhecimento aplicado, é com sabedoria, tolerância, compreensão, nada mais que isso;
  9. Não se apegue a cursos milagrosos, a cursos que os tornará magos, lembre-se, enquanto você aprende apenas uma porção do que existe (se é que aprende de forma correta) outros estão rindo de sua cara que foi mais um trouxa que o sustentou. Lembrem-se, o portador do conhecimento são vocês mesmos, magia não se compra, se adquire com conhecimento e prática;
  10. A Fé naquilo que você realiza é mais poderosa que qualquer coisa, tudo começa na sua mente e ela expande-se abrindo portais no astral para concretização daquilo que você empenhou-se em realizar, até mesmo incorporado, mantenha sua fé, sua força de vontade naquilo que o seu guia espiritual está fazendo;
  11. Muitas vezes você pode evitar alguma palavra do seu mentor espiritual, lembrem-se sempre, vocês são o principal mecanismo da incorporação, vocês tão no controle, “quase” sempre!
  12. Preparem-se para o dia que ocorrerá o trabalho espiritual, é de suma importância a realização dos preceitos, dedicar-se durante a semana algumas horas também vale muito a pena, tenha sempre um local em sua casa como um altar, como um refúgio para a realização de rituais espirituais.
  13. Lembrem-se da trilogia do sucesso: EU QUERO, EU POSSO, EU CONSIGO;
  14. A Limitação está apenas na mente de vocês;
  15. Umbanda é a prática do bem e da caridade, não se envaideçam e nem vendam-se, vivam para a Umbanda e não da Umbanda.

Fé: O Elemento Primordial da Graça

Saudações irmãos.

Muito já falei sobre o elemento do poder do pensamento para a cura de tudo, para a resolução de quaisquer males. E cada dia que passa, isso mais se evidencia.

Essa semana, no “Profissão Repórter” pude presenciar mais uma vez o alcance de resultados, mesmo que a ferramenta para esse alcance fosse inválida ou até mesmo, imprópria.

Não é questão de julgamentos e nem tampouco menosprezo, e sim, a busca incessante por ídolos, por seres interplanetários que nos auxiliam para as mazelas do dia-a-dia. Presenciei através da reportagem a entrevista com médiuns supostamente incorporados, um deles teve a humildade em dizer que era semiconsciente e consciente e sua casa, em São Caetano, cheia de filhos que buscavam ajuda e muitos deles, com suas graças alcançadas, presenciamos também, um outro médium, do RJ que também recebe esse mesmo doutor, do qual teve sua conduta relativamente estúpida e informou ter morrido na Segunda Guerra Mundial onde na verdade, sua data de transição (morte) era de 1917, o que para os que possuem algum conhecimento de história, sabe-se que essa é a data da Primeira Guerra.

Pergunto-lhes de forma extremamente RACIONAL, para onde vai a credibilidade em um espírito que primeiramente não quer mencionar como morreu e segundo, um espírito que erra a data de um evento tão importante no mundo espiritual, como as Guerras, que são mecanismos de desencarne massivo em nosso Globo onde necessita de grande mobilização espiritual para os trabalhos, fica a pergunta, o médium era um canal ruim de comunicação para esse espírito ou ali não havia absolutamente nada? O Espírito em questão era um qualquer ou ainda existe a ausência de modos no Plano Espiritual?

São essas questões que ficam presentes em todos os espiritualistas e que só corroboram com o charlatanismo e a banalização das religiões que utilizam da mediunidade como sua forma de propagação de fé.

Ainda tem a questão que um fala que é o Hans e o outro “Hansen”.

De uma forma ou de outra, as curas são alcançadas. Por que?

Fica a reflexão.

Apenas um breve comentário.

Neófito da Luz .’.

A Vocação Individual de Cada Médium

“Todo mundo é um gênio. Mas, se você julgar um peixe por sua capacidade de subir em uma árvore, ela vai gastar toda a sua vida acreditando que ele é estúpido.” Albert Einstein

Saudações prezados irmãos de senda.

É inevitável e até mesmo intrínseco o efeito comparativo que fazemos entre as pessoas e nós mesmos. Isso acontece seja por referências ou até mesmo por inveja, fulano fez e deu certo, eu fiz e me lasquei.

Como tudo na vida, todos nós temos o nosso carma individual e consequentemente o nosso darma, isso é inerente a todos os seres que habitam nosso planeta (Sem entrar no mérito da metempsicose que me nego veementemente a crer nisso), algumas pessoas podem comer o que veem pela frente e mantem-se magras, outros qualquer deslize, já são mais 1kg de saldo pra balança.

Todos nós temos a nossa particularidade, a nossa luz individual que está carregada de ações, reações, aprendizados, dívidas e créditos e mesmo assim, nós como uma visão mais espiritualista, nos inclinamos sempre a realização de comparações, seja na vida afetiva, profissional, pessoal e afins. Isso não se resume apenas a tão falada genética, o assunto é muito mais complexo que isso.

Baseado nessas premissas, nesses pequenos exemplos, é que não podemos em hipótese alguma realizar tais comparações dentro dos terreiros, como ouvi de uma irmã recentemente, o irmão vai pra balada, curte a vida no dia que precede os trabalhos, chega no centro, ainda dá uma excelente comunicação, eu quando tomo um copo de vinho, não consigo receber ninguém.

Entra novamente em um exemplo muito vivo que eu tenho, uma filha que vendia seu corpo como objeto de trabalho e realizava excelentes trabalhos, entre outros médiuns que supostamente seguiam uma conduta exemplar, não incorporavam tão bem.

Pai Guiné tem uma máxima que diz: “Cabe a nós ajudar e somente ao pai julgar” e é nessa premissa que podemos refletir que para cada qual é dado conforme seu conhecimento, ao mesmo passo que podemos nos matar em uma academia e não possuir o corpo ideal enquanto outros, com poucas semanas de malhação já ficam da forma que todos almejamos, ou partindo ainda para outro exemplo, às vezes o ser estuda um absurdo para uma prova e não passa e aquele que julgamos um vagabundo, passa com a nota máxima.

Todos esses exemplos possui apenas uma característica que difere uma pessoa da outra, a sua BAGAGEM ESPIRITUAL, a sua LUZ INTERIOR. Na Rosacruz dizem que a Inteligência nada mais é que um empréstimo do Cósmico, uns tem maior facilidade para algumas coisas, outros menos, e não adianta encontrarem a pedra filosofal da mediunidade que não encontrarão, é o que eu sempre venho frisando aqui no blog, não existe receita de bolo para o sucesso mediúnico, às vezes o médium tem um cigano maravilhoso, você não tem, mas pode ter um caboclo excelente e assim ocorre com cada um de nós, cada um de nós temos o determinado orixá, temos a nossa determinada missão. Às vezes o médium sendo consciente, realiza consultas maravilhosas, tudo o que os guias espirituais falam, acontece, enquanto outros, infelizmente não conseguem esse sucesso.

Tem médiuns que são excelentes para realização de consultas, outros excelentes para a cura, outros, descarregam como ninguém e assim, cada pessoa tem uma porção da Divindade, cada pessoa carrega consigo um dom determinado pelas hostes espirituais, em Coríntios, não que eu seja um grande adepto da Bíblia, mas ainda existem muitas passagens bacanas, como a citada abaixo:

I Coríntios 12

1 Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes.

2 Vós bem sabeis que éreis gentios, levados aos ídolos mudos, conforme éreis guiados.

3 Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema, e ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo.

4 Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.

5 E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.

6 E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.

7 Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil.

8 Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;

9 E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar;

10 E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas.

11 Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.

12 Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também.

13 Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.

 Assim, como podemos perceber, cada qual consegue manifestar a caridade espiritual de uma forma, a grande sacada é compreender com a ajuda do dirigente qual é sua missão e papel fundamental dentro dos terreiros, seja um cambono, seja um ogã, seja um clarividente, seja um médium de cura, seja um médium de consulta, um médium de transporte, o que eu presencio em muitos centros, é o médium ter uma vibração extremamente positiva para a cura, e fica no auxílio de desobsessão, as vezes o médium tem guias que não são de conversar (Sim, isso existe) e colocam na primeira fila para realização de consultas, isso faz o médium desmotivar, consequentemente a comunicação se deteriora e temos mais um médium incompleto na Umbanda ou um desmotivado ou até mesmo um desistente.

Para muitos, conhecer o Orixá, é saber se ele é poderoso, se comeu meio mundo, quantas cabeças cortou, se foi rei ou mendigo, pra mim, conhecer o Orixá é saber o Mistério de sua essência, saber qual é nossa vocação interior para a prática da caridade através da manifestação do espírito, saber quem é o meu orixá, me dá um norte para descobrir qual é o meu propósito como médium, como pessoa, como profissional, nada mais que isso.

Para isso, é que temos que contar com dirigentes, por exemplo, um filho de Ogum, nunca será um exímio médium de cura, pode ter alguns guias na corrente que atuem nessa linha, mas vai depender muito do segundo e terceiro orixá que compõe o seu enredo vibratório, existem algumas dicas que a experiência nos ensina e é isso que é obrigatório o dirigente passar a seus filhos, não adianta você ser um filho de Omulu e ter guias de consulta que a sua grande maioria não trabalha dessa forma.

Ao invés de se comparar, valorize o dom que o Cósmico te proporcionou, ao invés de ver que o guia do filho onde coloca a mão cura, veja qual graça o seu pode realizar, às vezes ele quer falar e você se segura ou quem sabe ele é daqueles guias que são exímios feiticeiros? Com apenas três elementos já limpa a pessoa? Tente conhecer a sua linha, conheça seu orixá e o mais importante de tudo isso. CONHEÇA-TE A TI MESMO!

“Não há alguém tão tolo que não tenha o que ensinar e nem tão sábio que não tenha o que aprender”

Baseado nisso, é que caminhamos gradativamente para a Senda da Evolução.

A Vocação de Cada Médium nada mais é que a missão de cada um, descobrir o seu potencial é abrir todas as portas de seus mistérios e atuar com total inteligência no campo da qual você foi destinado. Todos nós temos potencial para obras fantásticas, basta descobrir qual a Obra você foi destinado a realizar.

Apenas um artigo rápido porque voltei a trabalhar com os meus guias espirituais, por enquanto, no Santuário do ABC que depois escreverei sobre a minha experiência.

Lack’ech

Neófito da Luz .’.

Regras e Leis da Umbanda

Saudações irmãos, aqui quem vos fala sou eu, o neófito, com mais um artigo chato.

Recebo muitos e-mails em relação ao que é certo ou errado dentro dos terreiros, hoje, percebi que muitos dirigentes não esperam o guia do filho dar o nome e já vai falando ao filho quem é e isso pode causar dois grandes problemas: O filho por autossugestão ou animismo dar o nome que o dirigente deu, ou o guia dar um nome totalmente diferente, o que deixa o médium ainda mais inseguro.

Também recebo e-mails sobre qual o tempo certo de incorporar e fiz um pequeno artigo aqui, existem também aqueles métodos certos para “despachar” uma vela, de costa com a mão esquerda pra trás, dá uma voltinha e pula amarelinha, entre outros diversos mecanismos que utilizam como REGRAS IMUTÁVEIS para que não ocorram quizilas entre vocês e os orixás.

Também existem aquelas regras que o filho só pode receber apenas UM GUIA POR LINHA do começo até o final de sua vida, descartando o dinamismo universal que existe na espiritualidade. Outros, que os falangeiros de Orixás em HIPOTESE alguma podem falar, o que podemos perceber que isso, em muitas casas do sul, é uma irrealidade.

Existem também aquelas Leis que o filho pode ter apenas um falangeiro, existem aquelas Leis que quem tem Xangô na cabeça não pode rodar com Obaluaie e Nanã não toma a cabeça de homem. Existem DIVERSAS REGRAS E LEIS das quais MUITAS herdamos do candomblé e outros cultos de nação, independente se a mitologia ioruba é rica ou pobre, se o culto dos Orixás eram de elevado nível e o tempo degradou todo esse conhecimento junto com a grande demanda de babalaôs incompetentes que tivemos, a realidade é uma SÓ: Muita superstição e pouca Ciência, muita crença, muita balela para pouco trabalho.

Obviamente temos diversas tradições, das quais muitos por medo ou por comodidade, insistem em segui-las, e como disse, ou porque é cômodo, ou porque há o medo de represálias do mundo espiritual e consequentemente do castigo Divino e outros por simplesmente não se preocuparem com isso, apenas seguem ou não.

Código de Hamurabi, representando a Lei do Talião (Olho por Olho, Dente por Dente) é nessa Lei Arcaica que muitas religiões ainda atuam.

Pedir licença na encruzilhada, sair de frente no cemitério, se benzer ao passar em uma igreja (Muitos Umbandistas o fazem), entre outros fatores que são leis que beiram a superstição.

Obviamente na Espiritualidade existem Leis, existem Regras, mas diferente das que são pregadas pelos homens, são leis baseadas em ciência, conhecimento, experiência, se você tem dois falangeiros de Ogum e seu dirigente acha errado, parabéns pra ele, se você tem um boiadeiro de frente como chefe de cabeça, ótimo, sinal que sua vibração é fortemente aliada ao culto de eguns, à missão de força, manipulação de energias densas, limpeza e não que é ERRADO ou tem que tirar o BOIADEIRO da frente.

E quando falam que o Orixá briga pela sua cabeça? Esse pra mim é o ápice de qualquer ignorância, por dois motivos: Primeiro que eu não acredito em Orixás como Deuses Mitológicos carregados de fúrias e paixões, segundo que eu sou um verdadeiro m…. e diferentemente e como muitos crentes acreditam, que o inimigo quer nossas almas, também me nego a acreditar que Seres de Alto Patamar Vibratório guerreiam entre si pela minha cabeça cheia de pensamentos pecaminosos.

Então são várias LEIS que ouvimos dentro da Umbanda, várias REGRAS que devem ser abolidas, tenho muita esperança porque percebo que existem muitos Umbandistas que procuram estudo, procuram conhecimento, eles ficam atrás de várias informações, independente se discordo ou não de algumas filosofias do Saraceni, é um fato que ele auxiliou a muitos buscarem conhecimento, entenderem melhor a Umbanda, infelizmente, muitos de seus “súditos” se tornaram charlatões, caçadores de níqueis e que vivem da Umbanda, mas como sempre digo, pra todo esperto tem um trouxa e em alguns milênios as pessoas terão consciência que nasceram autossuficientes e que o melhor curso, além das suas faculdades evolutivas é o seu desprendimento para com seus mentores, o que estou desenvolvendo um artigo específico de tanto que me perguntam de cursos disso ou daquilo.

Existem muitas regras taxativas, baseadas em crendices e superstições. Reflitam, analisem, questionem, quebrem paradigmas, ignorem paradoxos. A Umbanda é Livre, é compreensão, é amor, é maternidade, quaisquer características que fogem destes princípios não condiz com a Umbanda que cultuamos.

Cada casa tem a sua regra, a sua cartilha, o seu mecanismo de funcionamento, de acordo com o aprendizado do dirigente ou dos guias que lhe instruíram, mas nem sempre são instruções dos mentores espirituais e sim vícios do dirigente, então não é nenhum problema se questionarem, mesmo porque, como eu disse, a Umbanda é compreensão, e até acho saudável o questionamento, a busca pelo entendimento de certos fundamentos que muitas vezes não fazem sentido.

A única regra que devem se apegarem é a prática do bem e da caridade através da manifestação do Espírito, é a prática do amor, do auxílio, do altruísmo, a forma de como praticam essas regras, é que PODEM e DEVEM ser questionadas, porque onde existe o fator humano, TUDO é propenso a falhas, tudo é propenso a erros e mais importante, tudo é propenso a MONETIZAÇÃO.

E repito, se sofrerem represálias por questionamentos, saiam do lugar, todo aquele que não gosta de ser questionado é porque DEVE alguma coisa.

Apenas reflitam…

Lack´Ech (É uma expressão Maia que significa “Eu sou você e Você sou Eu”)
*”Eu sou você e você sou eu.
O que você faz aos outros, você faz a você.
Como você ajuda os outros, é como você se ajuda.
Quando você ajuda os outros, é quando você se ajuda.
Nós estamos todos conectados debaixo do
Por Marcelo Galla
http://www.marcelodalla.com/

Neófito .’.