O Controle Mediúnico

Saudações irmãos de fé.

Aqui é o neófito com mais um comentário agridoce.

Primeiramente gostaria de dizer que eu não morri, segundo, que não me mandaram nenhuma demanda, podem ficar tranquilos, o meu sumiço é devido à troca de notebooks e o quarto onde fica o Desktop foi interditado para reforma, portanto, fiquei sem computador durante as três últimas semanas e aproveitei para realizar algumas pesquisas referentes aos piratas, malandros e médiuns diplomados, post dos quais estou esperando o meu Dropbox sincronizar, eu abri-los e revisá-los. Só estou aguardando o sincronismo dos meus 200gb na nuvem. Rsrs

Enquanto sincroniza, me lembrei de outro tema que muito me incomodou durante os trabalhos mediúnicos, os médiuns saltitantes.

São aqueles médiuns que não possuem o menor controle de sua mediunidade, e ficam vibrando na assistência, em casa, no trabalho, não pode ouvir um “ponto de macumba” que lá estão eles, vibrando igual vara verde procurando atenção e por quem se interesse pelo chamariz deles. Sim, tive experiências bem próximas disso, meu próprio pai carnal, o outro rapaz que o seguia e a mulher dele, não poderiam entrar em um centro, mal abriam a gira e lá estavam eles, pulando igual pipoca sentindo vibração do guia.

Claro, os guias espirituais não possuem a menor educação, vão invadindo as casas, sedentos por uma migalha de trabalho, um fumo ou uma bebida, e precisam chacoalhar o médium igual a milk-shake na assistência pra chamar a atenção e ser chamado no centro para dar o seu show.

Sim, acho que pelas poucas palavras já deu para notar o quanto acho desprezível tal atitude, e vale salientar que SEMPRE SOMOS A PREMISSA BÁSICA PARA A INCORPORAÇÂO, o médium que não consegue ter controle do próprio corpo e das vibrações que estão ao seu redor, como vai poder direcionar uma energia eficiente e benevolente para aplicar um passe? Realizar um trabalho? Ele terá a mesma precisão que um cego ao atirar em um alvo a 1km de distância.

Eu acho que o autocontrole é imprescindível para todos os aspectos de nossa vida, a razão deve sempre prevalecer e temos que compreender que temos que respeitar o espaço alheio, esperar o seu momento de ser chamado e se possível, o seu guia dar a passagem, eu mesmo, RARAMENTE vou a centro e permito dar passagem aos meus guias espirituais, primeiramente porque não acho necessário, eles não vão poder trabalhar estando lá, aí sempre tem aquela maldita desculpinha que eles tem que vir nos limpar, se fosse pra isso acontecer, estou fazendo o que naquele centro então? Se só eles podem me limpar, eu os recebo em casa, não? Preciso confiar naquele guia espiritual que está me limpando e na egrégora da casa, não?

Outra coisa que eu acho ABOMINÁVEL, e isso acontece muito com o pessoal de nação e da umbanda traçada, é invadir o espaço, vir guia, ficar puxando ponto, pedir bebida, para esses tipos de situação, além de eu mandar subir, como bebida eu dou água e como fumo eu dou o pior cigarro na casa, outra vez, ali em Nazaré Paulista, você aluga alguns espaços para realizar os seus trabalhos, chama-se “Cantinho dos Orixás”, o que teoricamente seria um espaço seu, vira uma invasão de curiosos, e novamente grande parte desse povinho, usa o seu espaço para “virar no santo”, querer trabalhar e como sempre, médium é carente em quase toda sua totalidade e tem uma necessidade exacerbada de autoafirmação, grande parte deles, tem que vir dar show, guia dar o ilado e tudo mais, uma vez um desses pediram algo pra tomar pra limpar o médium (o infeliz acabou de sair da cachoeira e saiu sujo?), o cambono educadamente indagou o que o mesmo queria beber, era um exu, ele disse: Qualquer coisa. E prontamente, demos ÁGUA!

Podem me chamar de severos, mas sou TOTALMENTE INDIFERENTE a “mentores” que não acrescentarão em nada o meu trabalho, já ouvirmos baboseira o suficiente em nosso cotidiano, pelo menos, em nosso momento de “louvar a Deus”, queremos ouvir palavras nobres, carregadas de sabedoria e que nos ilustre novas ideias, não médium bêbado achando que está incorporado e disseminando malefícios na corrente. Sim, podem me chamar de arrogante, mas esses tipos de médiuns, possuem meu total repúdio, a ignorância nos dias de hoje é opcional, da mesma forma que você consegue usar seu whatsapp, você consegue acessar informações que te tirem das trevas da ignorância.

Médium firme, é aquele que tem controle, é o médium bom, que não precisa ficar incorporando 24h por dia, não precisa ficar se chacoalhando na assistência chamando atenção, não é aquele médium que sabe que o seu “suposto guia” dança muito bem, tem que receber na assistência, mandar os ogãs tocarem o ponto e ele tomar conta dos trabalhos, os médiuns que precisam de holofote, são os mesmos médiuns que só te oferecerão trevas na grande maioria das vezes, fujam da vaidade, dessa cilada de poder e de ego. Eu morria de vergonha do meu pai na assistência, 10 anos de “macumba” e fica se chacoalhando feito louco, o mesmo com a mulher dele, isso é dispersão vibratória meus irmãos, isso é carência de estudo e deve ser eliminado.

Já cansei de postar aqui sobre médiuns que incorporam em qualquer lugar, onde um guia espirtual, que supostamente teria mais conhecimento que nós, mais sabedoria, nos exporia ao ridículo?

Independente se é guia de luz, se é quiumba, se é guia sem luz, se você não obtém controle do seu próprio corpo, você é um chamariz para qualquer tipo de entidade, seja benévola ou não, se você não consegue sintonizar de forma correta a apenas uma estação e saber usar o volume disso, você está fadado ao fracasso, obviamente isso é compreensível a médiuns iniciantes, mas em médiuns velhos, isso não passa de descontrole ou vaidade.

O Controle só existe em um lugar, na mente de vocês, vocês podem controlar o local para trabalhar (A não ser que seja caso de vida ou morte), vocês conseguem se segurar sim, o guia espiritual quando ele quer vir, é normal você sentir um calafrio ou até mesmo um “saculejo”, agora ficar pulando igual pipoca na assistência ou em qualquer outro local, é o famoso “deixar se levar” e isso é extremamente nocivo para você, para o ambiente e para sua própria mediunidade.

Tenham em vossas mentes, raras são as excessões dos mentores virem, beberem e descontrair um pouco, para isso existem festas!

Por isso, muitos antigos sempre diziam: Tenha Firmeza de Cabeça!

Sem mais Delongas.

Paz e Luz.

Neófito da Luz.’.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s