Saravá Sr. Tranca-Ruas

Saudações fraternais amados irmãos.

Conforme prometido e um pouco demorado, porque não dependia apenas da minha boa vontade [risos], aqui estou escrevendo sobre esse tão conhecido guardião e tão presente na coroa de tantos filhos e tronqueira de terreiros, tão famoso quanto Zé Pelintra e um dos guardiões que tenho prazer em servir, Sr. Tranca-Ruas das Almas.

Apresenta-se como um guardião do polo negativo da Umbanda, também conhecido como Exu, a forma que ele se apresenta varia totalmente de médium para médium, bem como sua respectiva irradiação e qualidade. Isso significa que normalmente é um Exu oriundo da Vibração Ogum, ele também se apresenta na irradiação de Oxóssi, como o Sr. Tranca-Ruas das Matas, de Xangô como Tranca-Ruas das Pedreiras e também outras qualidades que faz junções com outras irradiações, como Tranca-Ruas das Almas, Das Sete Encruzilhadas, Embaré, entre outras muitas falanges.

Conforme explanado no post do Sr. Pena Verde, não entrarei em detalhes da história da falange de Tranca-Ruas porque cada mentor tem sua consciência única, e não entrarei no mérito se foi príncipe, duque, mendigo, entre outros adjetivos e classes sociais.

O meu se apresenta com uma capa azul e detalhes dourados, não apareceu com camisa e utiliza calça preta com detalhes brancos, estou falando o que eu sirvo, logicamente falando, não presenciei chifres e nem pata de quadrúpedes. Se caracteriza por fala mansa, sempre de excelente humor, um verdadeiro amigo, um irmão mais velho, é um mentor que gosto muito de servir e é muito bem aceito dentro dos centros do qual eu trabalhei.

Em uma oportunidade, do qual já foi mencionada no blog, avisou que iria se ausentar devido a um desencarne massivo na Terra, posteriormente ocorreu os tsunamis que devastaram a Ásia, ou seja, exus não atuam somente na Umbanda e nem tampouco com demandas e outros trabalhos de magia e sim também no direcionamento de almas desencarnadas, principalmente o meu que traz a qualidade “das Almas” em seu nome. Também fui instruído que a Umbanda é apenas uma faceta da espiritualidade, conforme já mencionei aqui no blog também em uma conversa que tive em uma noite com uma entidade de aparência árabe e a mesma sorriu e disse que no terreiro o chamam de Chico Preto. Sinceramente não sei dizer com precisão se a missão do Sr. Tranca-Ruas nessa ocasião foi de direcionar, catequisar ou recrutar…

A origem mágica do seu nome, Trancar é empregar força, o que significa Ogum, o nome Ruas, simboliza caminhos, o que traz a vibração também da linha dos Guardiões. É um dos exus da alta hierarquia dos guardiões, imprescindível para a proteção do terreiros justamente pelo poder de atuar no campo santo do orixá que o imanta (ou irradia) junto com o poder de controlar os caminhos, trancando ou abrindo dependendo da necessidade. Interessante ressaltar que muitos dizem que seu nome é referente ao seu poder de trancar os caminhos do inimigo, isso não se faz a mais absoluta verdade, muitas vezes, precisamos trancar certos aspectos de nossa vida para que possamos ter uma maior abertura em outros, como diz aquele antigo ditado: “Quando Deus tranca uma porta, ele abre uma janela” e nessa parábola é bom associarmos ao poder desse maravilhoso Guardião.

Existe também um livro que fala sobre ele, do qual eu particularmente não gostei, mas fica a dica quem quiser procurar saber mais sobre o assunto.

Não falarei de oferenda, porque cada Tranca-Rua trabalha diferente um do outro, apesar da falange trazer em si uma missão específica e também uma direcionamento espiritual, elas trabalham de forma diferente porque varia a vibração, o médium, a evolução do mentor, entre outras diversas características, ele traz o nome da falange, ele é um espírito que foi digno em trazer o nome Tranca-Rua, porém, ele tem a sua própria maneira de trabalhar, já presenciei os que vem ereto como já presenciei os que chegam corcundas, já presenciei dos mais calados aos mais faladores, isso varia muito.

A característica principal dessa falange é a proteção, é o bloqueio de demandas, é o trabalho duro em prol da Lei, um dos motivos de ser extremamente requisitado nas tronqueiras.

 Axé.

Neófito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s