Algumas considerações sobre a Linha do Oriente.

Saudações queridos irmãos.

Estou aqui pra falar sobre essa Linha totalmente contraditória, onde cada literatura fala uma coisa, isso acontece porque de fato, ninguém viu essa Linha em Terra. Muitos confundem a Linha do Oriente com a Linha dos Ciganos, os Ciganos podem até fazer parte dessa corrente, até atuam, mas não tem como vibração primária a Força dessa Corrente.

A linha do Oriente primeiramente não incorpora, existem alguns mentores orientais que até podem vir MUITO RARAMENTE dentro dos terreiros, mas sua melhor e maior forma de trabalho é fora da matéria.

É uma falange composta por mestres, gurus, espíritos que tiveram todos os ensinamentos desde o Antigo Egito, Babilônia, alguns muito antes de encarnarem na Terra, já vinham com o propósito de trazer paz e luz à humanidade.

É uma falange composta por verdadeiros Magos, Exímios curandeiros, conhecedores dos mistérios do universo, verdadeiros mestres da humanidade. Justamente por possuírem tamanha evolução, conhecimento, não necessitam mais do trabalho psicofônico, ou seja, incorporação.

Estão muito presentes nos bastidores dos trabalhos umbandistas, mas em todo o meu tempo de Umbanda, nunca os vi incorporados.

Em muitas literaturas classificaram em falanges, em chefes de legião, infelizmente, a única vez que tive contato com um deles, que se autodenominou Tarkh-ahjn (Não lembro como se escreve direito [risos]) veio para dar alguns ensinamentos, ele veio uma vez em minha matéria também, ficou por volta de dois minutos e me disseram que suei em bicas, minha camisa ficou totalmente molhada me obrigando a trocá-la durante o trabalho. Isso pra mim foi prova o suficiente que ainda estou muito longe de ter a devida vibração para trabalhar com essa linha, e com certeza, mais milhares de irmãos.

Fala muito baixa, português perfeito, o que é outra coisa que eu penso muito, pra que virá um Mentor do Oriente falando japonês? Chinês? Ele tem que vir com o idioma do local que ele vem trazer sua mensagem. Eu acho interessante quando chega um mentor que sai falando em italiano, inglês e todo mundo dizendo: “Nossa, como esse médium trabalha bem!”.

Se fosse assim, poderia fingir muito bem um cigano utilizado o idioma espanhol do qual eu conheço razoavelmente bem. Mas não é o escopo do post.

A Linha do Oriente na verdade são mentores da Grande Fraternidade Branca, Os Mestres dos Sete Raios e mais uma Grande Legião de Espíritos Sábios e Evoluídos que atendem a todas as Egrégoras do Globo Terrestre. São os verdadeiros Mentores dos Espíritos da Caridade e seus Braços alcançam as mais variadas liturgias, seja o Esoterismo, a Gnose, o Kardecismo, a Umbanda, os Centros Holísticos.

Desculpe se decepcionei aos caros leitores se esperavam um relato sobre mentores que incorporam, levitam, fazem chover, utilizem tele cinese, mesmo que consigam, não será possível em nossa matéria porque somos condicionados a uma cultura de limitação de nossa própria consciência.

Um fato importante é não confundir os ciganos com a Linha do Oriente, isso é importante.

Essa Linha do Oriente não existe oferenda, mas podemos cultuá-los com certos elementos dentro do centro, como pirâmides, cristais, determinados incensos, trabalho com velas, entre outros elementos muito utilizados no esoterismo.

A Linha do Oriente é a Linha de Maior Alcance dentro do Panteão Umbandista, trabalham fortemente com a Vibração dos Orixás por serem Espíritos mais puros e com grande quantidade de Luz. Mas esses, por sua vez, em algum momento de sua vida espiritual, encarnaram, há estudos, que eventualmente encarnam para trazer sua Luz à humanidade.

Anúncios

8 comentários sobre “Algumas considerações sobre a Linha do Oriente.

  1. Pergunta: Podemos considerar o Orixa Egunitá na linha do Oriente?
    grato
    Helio

    • Aranauam Helio, tudo bem?

      Como eu havia dito no Post, o Orixá é uma Vibração Universal, eles estão em tudo e em todos, alguns com maior presença e outros com menos.
      Sobre o Orixá Egunitá, é de uma vertente da Umbanda da qual eu não tenho muita afinidade, logo, não posso te afirmar com certeza essa questão.

      Obrigado por sua visita.

  2. Eu já ouvi falar muita coisa a respeito da linha do Oriente, mas nada tão próximo do que praticamos em nossa casa, ou seja, de não se “incorporar” nenhuma entidade dessa falange, já que apenas alguns médiuns recebem apenas as vibrações e orientações para a correta utilização de cristais e cores para o tratamento da assistência. Muita luz para você!

    • Prezado irmão Ricardo. Namastê.

      Fiquei muito feliz de saber que as informações que obtive do Cósmico condizem com a liturgia de outros irmãos a respeito dessa Linha. Você já é o Segundo que me fala isso e isso me deixa realmente muito grato e feliz.
      Obrigado também pela sua visita e pela sua contribuição, como eu sempre digo, são os comentários do blog que me motivam a novas aspirações.

      Paz e Luz para todos nós.
      Neófito.

  3. Olá. Gostaria de fazer uma pergunta (desculpe pela falta de conhecimento, mas gostei do seu post e gostaria de aprender mais). Minha dúvida é: O que dizer da Cabocla Jurema do Oriente que trabalha incorporada em alguns centros, em sessões de limpeza? Gostaria de ter mais informações sobre esta Cabocla, mas é sempre muito limitado qualquer material que fala sobre a mesma.

    Obrigada e parabéns pelo trabalho.

    • Namastê prezada irmã Leidiane. Tudo bem?

      Extremamente pertinente a sua pergunta. Existem guias que trazem o conhecimento do Oriente, sem dúvidas, eu mesmo, trabalho com o Caboclo do Sol e da Lua que ele traz vários fundamentos do outro lado, usa gemoterapia, cromoterapia, entre outros artifícios que só existem no Oriente.
      Existem os raros casos de mentores da Umbanda terem “estudado” em escolas iniciáticas Orientais e trazem esse conhecimento durante os trabalhos umbandistas. É o caso de alguns caboclos, ciganos e exus, porque mesmo na Espiritualidade, os mentores continuam estudando e evoluindo.

      No caso da cabocla Jurema do Oriente, percebemos que ela traz a vibração da falange da Jurema + Conhecimento da Linha do Oriente, o que normalmente, é irradiado por Xangô.

      Ainda existe poucos mentores na Umbanda que trazem esse Conhecimento e a Tradição dessa Escola, por isso, ainda existe poucos materiais sobre o assunto.

      Não poderei ajudar muito quanto a isso que eu tive a primeira impressão forte com eles nessa semana.

      Namastê,

  4. Olá Neófito,obrigada por mais este esclarecimento, é possivel uma baiana trazer irradiações do oriente, a minha por exemplo no início quando ia embora sempre formava uma pirâmide no alto da cabeça, e tinha um jeito estranho de dançar agora (já faz um bom tempo que estou afastada)já esta mais “baiana”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s