Culto à Umbanda Branca ou Umbanda Pura.

Aranauam, prezados irmãos.

Nesse post tentarei realizar uma síntese do que é essa tal “Umbanda Branca” ou “Umbanda Pura”. Essas denominações são provenientes dos praticantes da Umbanda em geral com o intuito de diversificar alguns tópicos, como ausência de atabaques, de determinadas linhas, entre outras questões que serão retratadas adiante.

Primeiramente, a Umbanda raiz, não existia a utilização de atabaques, existia apenas três linhas de trabalho, das quais eram:

– As crianças ou erês, que simbolizavam a pureza, a alegria, a sutileza de uma das fases de nossa vida, vinham para alegrar o ambiente e realizar trabalhos como cura ou até mesmo aconselhamento;

– Os caboclos que retratavam a jovialidade e a fase adulta, a fase de experiências, de força, de resolução de problemas e do constante aprendizado, representado por índios e outros espíritos que habitavam as matas. Muito evocados para passes, conselhos e limpeza;

– Os preto-velhos, que retratavam a experiência, a maturidade, a sabedoria, composta de espíritos de antigos escravos, anciões de tribos onde trazia grande conhecimento das forças naturais e o emprego das mesmas para os trabalhos de cura e outras mazelas que adquirimos no decorrer de nossas vidas.

Essa é a tríade que compunha a Umbanda em seus primórdios, não se utilizava atabaque, geralmente o nome dos centros eram de santos católicos devido ao forte sincretismo umbandista com os fundamentos cristãos.

A Umbanda branca raramente utilizam de artifícios como fumo ou bebidas para a realização dos trabalhos, não se trabalha com exus, na verdade, o lugar deles é como guardião do centro e não na matéria do médium.

Não existe saias ou quaisquer outros aparatos utilizados pelo médium, como cocar, chapéu, faixa, roupa colorida, roupa de guia, maquiagem, nada disso, a Umbanda Pura é simples, o foco da Umbanda Branca é a prática da caridade através da mediunidade. É um trabalho relativamente silencioso e eficaz.

Em outras palavras, Umbanda Branca é simplicidade de corpo e alma, visa apenas viabilizar a energia espiritual para os necessitados.

Mas quer dizer que a Umbanda de hoje com atabaque, com cocares, com marinheiros, boiadeiros, com chapéu para os guias não é Umbanda?

Sim, ainda é Umbanda, mas por isso ocorre essas vertentes, nesse caso não seria a Umbanda Branca. Não é a Umbanda Raiz ou como alguns ainda denominam, umbanda pura.

A primeira não ocorreu uma miscigenação com outros cultos como omolocô, tambor de mina, até mesmo o candomblé, alguns fundamentos foram convergidos e adaptados para a realidade de hoje. Outros espíritos que não se encaixavam nas vibrações ou até mesmo na forma de trabalho da umbanda tradicional precisava trabalhar, precisava de uma forma para trazer seus encantos, sua magia, seu conhecimento, isso foi fazendo com que novos guias chegassem e que criasse novas linhas de trabalho.

Essas linhas hoje são várias, como boiadeiros, mineiros, baianos, marinheiros, mestres, malandros, linha de zunguim, entre outras diversas linhas que atuam dentro da égide umbandista.

Um exemplo disso, eu percebo muito em alguns dos meus mentores, não trabalham com atabaque, preferem um ambiente mais escuro com luzes coloridas, não utilizam muito fumo e bebidas, mas outros, como meu baiano, marujo ou até mesmo o próprio Chico Preto, preferem trabalhar com música, atabaque, o cachimbo, a cerveja, ou seja, cada qual tem a sua forma de trabalho e não faço nenhuma objeção em ceder essa forma de trabalho a eles.

É o que eu vivo falando, a Umbanda é apenas uma forma de encaixar a forma de trabalho de diversos espíritos dispersos nas mais variadas moradas do Plano Superior.

Eu particularmente prefiro a forma de trabalho do meu caboclo, preto-velho que é mais silencioso, é mais esotérico, mas isso não vai me fazer desprezar a forma que outros mentores meus trabalham, como o batuque, o pito e a bebida.

Existem mil formas de praticar a Umbanda, claramente dentro do conceito de Boas Práticas que eu vivo repetindo aqui, sem sacrifícios, sem vaidade, sem antropomorfismo e sem superstições.

A Umbanda Branca não utilizava desses artifícios e era mais eficaz, existia comunicação mais complexa, maior dedicação dos médiuns e simultaneamente a isso, maior simplicidade. O mentor vinha fazer o seu trabalho e ia embora.

A Umbanda de hoje não está melhor ou pior, a Umbanda é a mesma, o que ocorreu, foi a mudança da cabeça do médium, acabou o respeito, acabou a dedicação e o empenho por parte de muitos, isso foi degradando a “incorporação” e consequentemente a eficácia do trabalho dentro dos terreiros.

Comece você fazendo a diferença, mudando, quer que isso mude? Comece dentro de sua própria casa, fale com o seu sacerdote, dê ideias, sugestões, se ele for humilde, ele as aceitará para que a casa de vocês possa crescer ainda mais e agregar a muitos outros que chegarão.

A Umbanda de hoje é bem diferente da Umbanda Branca, os preceitos e conhecimentos se perderam com o decorrer dos dias, novas falanges foram chegando, novas atitudes ocorrendo, sou da época que vinha um caboclo ou preto-velho contar suas histórias, falar conosco de igual pra igual, como amigos, como irmãos, como mentores, hoje não se vê mais isso, independente se é Umbanda Branca, Preta, Amarela, o elemento principal não mudou, que é você, médium, o poder de fazer a diferença está em suas mãos, independente de como você cultua, de quem você trabalha, independente se você incorpora o próprio Orixá, se você não tiver amor e dedicação ao que faz, nada fará a diferença.

Enfim meus amados, a Umbanda Branca é só uma denominação, uma Forma de Trabalho diferente, a Forma Inicial da Umbanda, já vi muitos médiuns se gabarem por falarem: Eu sou da umbanda branca, não sou da mistura, sou da Umbanda Tradicional. O que eu respeito muito, centros que mantiveram essa tradição, mas isso não significa que a prática é superior ou até melhor, só significa que é diferente. Talvez seja mais objetiva? Efetiva? Por não ter tantos pontos para dispersarem a atenção? Mas continua sendo a Umbanda, a prática do amor e da caridade através do contato mediúnico com seres de outro plano. Simples assim.

Não adianta você ser da Umbanda Branca se é um médium pífio dentro dos trabalhos, não adianta ser da Umbanda Branca se não tem a devida dedicação para com seu corpo espiritual, físico e seus amigos espirituais.

Umbanda Branca é muito bacana, é tradicional.  Mas será que conserva o conhecimento do Senhor Sete Encruzilhadas? Do que foi deixado por Zelio Fernandino de Moraes? Não sabemos.

Mas voltando ao escopo do assunto, a Umbanda Branca é isso, a primeira prática da Umbanda com o seu “fundador”. Visa a simplicidade dos cultos, bem como a efetividade dos trabalhos.

Ela é mais uma Grande Prática dentro do Conjunto Infinito de Receitas Umbandistas. Para ser sincero, em muitas coisas, é o meu culto preferido, mas em outras, já vi a eficácia do cachimbo de certos guias, a alegria causada por alguns pontos no atabaque e também a maravilha que certos mentores causam aos nossos olhos.

Outro fenômeno bacana que eu ando presenciando, é a chegada dos preto-velhos e caboclos em centros kardecistas. Quem sabe não seja uma retomada às raízes? É indiscutível que centros kardecistas pregam demais estudos e conhecimentos, muito diferentes da grande maioria dos terreiros que já colocam o médium de branco no meio da corrente sem saber de nada. Quem sabe dali não sai uma nova safra de médiuns bem capacitados para essa comunicação com os mentores umbandistas?

O tipo de culto Umbandista é questão de opção, acima de tudo, vibração, é o que eu sempre digo, seus próprios mentores o levarão ao local onde se sentem melhores para trabalhar.

Namastê.

Neófito da Luz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s